Anton Nordeskald

Cria de Fenris (Ahroun)

Description:
Segundo Frau Anna:

“Após a Primeira Guerra, os Crias de Fenris, senhores incontestes dos caerns alemães, se viram mergulhados em uma tensa guerra civil. Sua origem estava nos últimos meses antes do armistício, quando diversos Crias alemães foram caçados e mortos por uma matilha misteriosa de lobisomens vindos da Rússia. Após a paz em 1918, Anton Nordeskald, o maior dos descendentes dos garou variagues (vikings russos), apareceu perante um Conclave em Grünewald com as cabeças dos garou mortos: era ele quem liderava a matilha. Apresentou um extenso relatório dos crimes cometidos por aqueles Crias, denunciando sua traição perante Gaia. Embora hoje saibamos que o venerável Anton estava certo, os antigos anciões de Grünewald não o acreditaram e condenaram toda a matilha de Nordeskald à morte. Teve início, aqui mesmo neste centro sagrado do caern, uma batalha fratricida que durou dois dias e duas noites. Nordeskald lutou bravamente contra os anciões, muitos dos quais pertenciam às mesmas linhagens que os garou mortos pela matilha de Anton. Ao final do conflito, seis irmãos garou jaziam mortos: os quatro companheiros da matilha de Anton e dois anciões, incluindo o Patriarca do caern. Muitos outros estavam feridos, incluindo Nordeskald. Como sabemos, ao ver aquela matança, o totem do caern de Grünewald nos deixou, estando desaparecido até hoje.

A tradição dos Fenris ditava que o novo líder de Grünewald deveria ser o Ahroun Alpha do caern: o jovem guardião do caern Otto. Como auto-punição por sua Fúria, Nordeskald permaneceu durante anos na Umbra do caern, buscando o antigo totem e entrando em paz com os garou que matou."

Bio:

Anton Nordeskald

Noite das Facas Longas gbianezzi gbianezzi